Tecnologias


Sedação e analgesia inalatória com a mistura dos gazes óxido nitroso e oxigênio

Um dos mais comuns obstáculos ao tratamento odontológico é o medo, o principal responsável pela distância entre o cirurgião dentista e o paciente, que, por sua vez, sofre desnecessariamente com problemas bucais e, muitas vezes, sistêmicos, advindos de uma péssima condição de saúde bucal.

Nós, cirurgiões dentistas, costumamos usar, nestes casos, técnicas de abordagem comportamental e até dispor do auxílio de um psicoterapeuta, mas geralmente não conseguimos minimizar ou controlar este sentimento diante de procedimentos cirúrgicos. A sedação consciente, que utiliza a inalação simultânea de dois gazes (N2O e O2), é uma excelente opção para controle do medo e da autossugestão.

O óxido nitroso é um gás incolor, com um cheiro adocicado e baixa solubilidade sanguínea, rapidamente difundido através das membranas alveolares. Sua primeira saturação sanguínea e cerebral ocorre em 3 a 5 minutos após o início da inalação, já produzindo um efeito ansiolítico, relaxante e levemente analgésico. A sedação inalatória não apresenta contraindicações e é extremamente segura e estudada, podendo influenciar, de forma decisiva, o comportamento de pacientes odontofóbicos, modificando fatores emocionais tais como a ansiedade e o medo.

No Instituto Noble Odontologia, esta sedação é realizada rotineiramente.

 






Compartilhe